domingo, outubro 28, 2012

Resumo de mudanças em pontos finais de uma estória.

 Por motivos idiotas. Os mesmo motivos de sempre. Eram por todos os motivos juntos. Ela era a estrutura de tudo ali. Ela era quase insensível 90% das vezes, mas quando chorava, quem estivesse por perto podia se sentir como uma ilha, quase que submersa. Os olhos cheios de lágrimas. Ficar ali  podia ocasionar afogamento e morte. Saiu em disparada até a porta, abriu, virou pra trás para olhar o que deixaria novamente. Saiu. Quase que foi atropelada, o carro desviou, e a outra que ficou ali da janela do décimo segundo andar olhando, tremeu. Estava errado, confuso, tudo estava errado, mas ela não fez nada e foi se deitar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário